segunda-feira, 20 de julho de 2009

Assume que o filho é seu!

Olá,

Produto: Ades Kids
Site: http://www.adesnutrikids.com.br/#/Oficina_de_Brinquedos/

A ideia é ter um Professor que ensina as crianças a fazerem um brinquedo a partir de uma caixa de Ades, reciclando o material.

Não é uma ideia original, pois todas as Mães que comprariam Ades para os seus filhos, provavelmente possuem TV fechada e provavelmente assistem o Discovery Kids e conhecem o Mister Maker que também ensina as crianças a fazer arte com o que pode ser reciclado. Estilo bem parecido com o Professor Nanquim, criado pela Ogilvy.



Deixando MUITO claro que não tenho nada contra referências!

A grande diferença entre o Professor Nanquim (ades) e o Mister Maker é justamente que o Prof. Nanquim só faz brinquedo com caixa de Ades, já o Mister Maker recicla qualquer coisa.

Vejam o Making off dos filmes que foram gravados para o site e da maquete muito bem feita para introdução do site, uma forma interessante de fazer com que o material reciclado também possa servir como uma forma de construir a tecnologia para o site, méritos para a super câmera HD e equipe, que juntos conseguiram um ótimo resultado.



Bom, deixando a história do Mister Maker para lá, no filme, a gerente de Marketing Daniela Cachich (Ades) diz que o site não fala da marca (no menu: "assunto de gente grande", fala do produto) e o "foco não fosse produto". Ah não?

O Professor Nanquim fala assim: "Para criar o gato você vai precisar de uma caixa de Ades NutriKids 1 litro..."

??????

Deixo claro que, como publicitária acredito que tenhamos sempre que falar no nosso produto, pois em 99,9% dos casos existe a intenção de venda no final e me irrito quando tentam maquear esta intenção. Acho justo fornecer o lazer e mostrar o meu produto, a Mãe compra se quiser. É feio assumir?
Poutz!

Bjos

4 comentários:

JP disse...

Belo post. Meso-publicitária, meso-mãe. =)
Beijo pra ti.

Transeunte disse...

Concordo contigo vizinha! Com a implícita obrigatoriedade de ser politicamento correto surgida nos '90, no fundo deve rolar uma crise de consciencia em "vender pra criança" e não querem fazer isso de forma tão transparente quanto deveriam.

Mas aí não pode colocar pegadinha com o produto no meio, não tem nada a ver... Publicidade não tem espaço pra esse tipo de indecisão! ;)

Bjo!

Alice disse...

Ola.

Tbm sou publicitária e concordo plenamente com seu comentário. Acho péssimo quando tentam esconder o óbvio. Sempre pode-se juntar a divulgação da marca e ser útil a sociedade. Aliás, é o que mais se fazem hoje em dia.
Depois dê uma olhada em meu blog.
www.alicenopaisdasmaravilhas-lili.blogspot.com

Bjos

Jonas disse...

muitoom lavinha, adorei o post!!!